Odontologia estética ganha espaço com mais especialistas

Muita gente ainda pensa que aplicações de toxina botulínica, preenchimento facial e aumento labial são procedimentos exclusivos da Medicina Estética. Mas não se pode negar que quem tem amplo conhecimento dos músculos, ossos e estruturas da face são os cirurgiões-dentistas.

Joaquina Borges

É fato que a Odontologia Estética vem ganhando cada vez mais especialistas, qualificados e prontos para ajudar seus pacientes a alcançar o sorriso perfeito, ou o lábio perfeito. Esssa questão foi abordada na sede da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas), durante palestra ministrada pelo cirurgião-dentista Marcelo Januzzi  sobre “Escultura Labial – Protocolo Perfect Lip”.

Como cirurgiões-dentistas, estudamos detalhadamente a metade inferior da face durante os cinco anos de curso de Odontologia. Isso sem levar em conta a especialização. Mal comparando, um cirurgião plástico leva quase o mesmo tempo para estudar o corpo todo. Cirurgiões-dentistas são autoridades quando o assunto é a cavidade oral e todo seu entorno. Por exemplo: mulheres pedem a seus dermatologistas e cirurgiões plásticos um lábio como o da Angelina Jolie. Oras, nós sabemos quando o resultado poderá ser parecido com o da atriz ou não, dependendo do formato de seu rosto e da arcada dentária, do tamanho e posicionamento de seus dentes. Por outro lado, a partir do sorriso da paciente, do quanto já houve perda óssea mandibular, sabemos exatamente o que fazer para que ela tenha o lábio mais harmônico e bonito possível”, diz Januzzi. 

O palestrante explicou que o protocolo Perfect Lip se baseia em numa combinação de parâmetros como formato de rosto, estilo de lábios, tamanho dos dentes, tipo de gengiva etc.

Vale dizer que esse recurso é perfeito para quem investiu em clareamento, lente de contato oral, implantes e próteses, porque poderá valorizar ainda mais a estética do sorriso tratando a região perioral – que é complexa, altamente vascularizada, e conta com arcabouço ósseo, muscular, dentes e gorduras bastante relacionados entre si. Com pequenas intervenções estéticas podemos valorizar mais o lábio e seu entorno, onde se formam rugas e sulcos”.

O tratamento é bastante personalizado, mas o que todas têm em comum é o ganho de volume labial – perdido ao longo dos anos – e uma valorização do arco do cupido – que geralmente também perde definição no processo de envelhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *