A saga desconhecida do Santo Sudário de Cristo e de sua Igreja – Autor: Jack Brandão

O livro narra o possível percurso do tecido de linho que teria envolvido o corpo de Cristo após a sua crucificação, começando por seu cultivo no Egito até a sua chegada a Jerusalém, os meios empregados para salvá-lo e protegê-lo de seus possíveis inimigos, até sua elevação a objeto científico, a partir da fotografia de Secondo Pia, em 1898.

Ao fazer isso, o autor resgata todo o contexto que o acompanhou, envolvendo a história da Igreja e dos Impérios pelos quais passou, em mais de dois mil anos de cristianismo.

 

Da redação.

Assim, os leitores são convidados a embarcar em uma viagem inédita, que nos revela segredos inimagináveis sobre a relíquia, a partir de um olhar histórico, filósofo, teológico e imagético. Como um quebra-cabeça que se revela à medida que vamos encaixando as peças, algo semelhante se dá com a leitura desta obra, pois não se trata apenas da história de um pano de linho, mas da trajetória da humanidade em torno dele.

Afinal, desde sua confecção, temos contato com as diferentes civilizações, seus hábitos, crenças e costumes, além dos diferentes conflitos que aconteceram após a morte e ressureição de Cristo, com intensa perseguição aos cristãos até à consolidação da Igreja.

Um livro que nos nos transporta para o contexto dos personagens, a fim de que também possamos compreender a totalidade da imagem impressa no Sudário. Isso, porém, é feito de maneira gradativa, não como um todo. E, à medida que essas pequenas revelações acontecem, vamos ampliando nosso olhar sobre os mistérios que permearam e ainda permeiam a humanidade.

A obra é fruto de mais de 30 anos de pesquisas realizadas por Brandão, considerado um dos maiores especialistas em Santo Sudário no Brasil. O pesquisador ficou conhecido por nos mostrar como o estudo da relíquia vai além da fé e da ciência, envolvendo também à História da Arte, a fim de comprovar sua tese de que o Sudário não seria uma mera pintura medieval como é apregoado por alguns.

Os artistas do medievo adotavam padrões rígidos para produzir suas obras e precisavam recorrer a eles. Uma vez escolhido um, este serviria de base para outros. Porém, a imagem do homem do Sudário é completamente distinta dos padrões medievais, sem contar que ela se apresenta de modo tridimensional, algo impensável para os artistas da época”, diz Brandão.

Enfim, A saga desconhecida do Santo Sudário de Cristo e de sua Igreja é apenas o início de uma viagem que acompanha a história do cristianismo até os dias de hoje. Em breve, o autor lançará outros volumes a respeito.

Trata-se de uma opção de leitura não apenas para os cristãos, especialmente neste tempo quaresmal de meditação e reflexão, mas para todos aqueles que desejam saber mais sobre a história da Igreja Católica como um todo.

 

Sobre o Prof. Dr. Jack Brandão:

Doutor pela Universidade de São Paulo (USP), pesquisador da arte medieval, renascentista e seiscentista, de modo especial de sua recepção pelo leitor hodierno; desenvolvendo o conceito de iconofotologia, com o qual mantém sua linha de pesquisa. Autor de livros acerca do tema, bem como de artigos referentes ao assunto em revistas acadêmicas do Brasil e do exterior; romancista e poeta. Diretor do Centro de Estudos Imagéticos CONDES-FOTÓS, além de ser editor da revista acadêmica Lumen et Virtus.

 

Serviço:

Livro: A saga desconhecida do Santo Sudário de Cristo e de sua Igreja

Autor: Jack Brandão

Vendas pelo site:

http://www.editoralumenetvirtus.com.br/pages/livros/_saga_desconhecida.htm

 

Para saber mais a respeito da relíquia e sua história, basta acessar o link a seguir e assistir a um vídeo produzido por Brandão em seu canal Imagens em Foco no Youtube: www.youtube.com/watch?v=G9aNhNAxPs0&t=3s

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.